26 de mai de 2010

O verso do inverso

No verso do inverso é onde me situo,
onde o muito é pouco e o pouco é tudo,
quando representado em um gesto sincero.
Um lugar onde o sujeito é o elemento mais importante da frase,
independente de qual seja sua classe gramatical.
Um universo paralelo, uma historia de ficção?
Não para os verdadeiros poetas que fazem uso dos recursos da linguística para acentuar a vida dos iletrados.

Um comentário: