14 de dez de 2009

Desconexos

Não vou me deixar abater
Por esta triste situação
Vou logo estufando o peito
Entoando uma canção.

Alguns versos escrevo aqui
E a resposta eu espero
Sei que não é uma grande obra,
Não a olhe com esmero

Prossigo em minha luta
Firme, forte na labuta
Sorrindo, contente
Quem sabe amanhã eu me apresente.

Guto

Nenhum comentário:

Postar um comentário